Urnas eletrônicas são sorteadas no TRE-RN para auditoria

As seis seções sorteadas pertencem aos municípios de Natal, Pureza, Tibau do Sul, Afonso Bezerra, Caicó e Parnamirim

Urnas eletrônicas são sorteadas no TRE-RN para auditoria

A comissão de Auditoria do Funcionamento das Urnas Eletrônicas do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE/RN) promoveu neste sábado (06), véspera do primeiro turno das Eleições 2018, o sorteio das seis seções eleitorais que terão suas urnas auditadas. As seções sorteadas pertencem aos municípios de Natal, Pureza, Tibau do Sul, Afonso Bezerra, Caicó e Parnamirim.

Estiveram presentes no sorteio o Presidente do TRE-RN, Desembargador Glauber Rêgo, o Vice-presidente e Corregedor Eleitoral, Desembargador Cornélio Alves, o Presidente da Comissão de Auditoria do Funcionamento das Urnas Eletrônicas do TRE-RN, juiz Ivanaldo Bezerra Ferreira dos Santos, a Diretora Geral, Simone Mello, o Presidente da Ordem dos Advogados no Rio Grande do Norte, Paulo Coutinho, representante do Ministério Público, Victor Manuel, o Secretário de Tecnologia da Informação, Marcos Maia, e os membros da comissão. Além disso, servidores deste Regional Eleitoral, representantes de partidos e coligações e imprensa assistiram ao sorteio.

Confira a lista das seções sorteadas e seus respectivos endereços:

  • Natal - Seção 394 da 69ª ZE: Escola Estadual Zila Mamede, Rua Maracai, s/n – CJ, Pajuçara I.

  • Pureza - Seção 062 da 46ª ZE: Escola Municipal Francisco de Assis Amaral Rocha, Assentamento São Luiz, s/n.

  • Tibau do Sul - Seção 176 da 9ª ZE: Escola Municipal Presidente Costa e Silva, Povoado de Bela Vista, s/n.

  • Afonso Bezerra – Seção 046 da 18ª ZE: Escola Municipal de Educação Infantil Maria de Filomena, Rua Cel. Antonio Pedro, 311.

  • Caicó – Seção 058 da 25ª ZE: Escola Estadual Profa. Calpurnia C de Amorim, Rua Manoel Gonçalves de Melo, nº 42.

  • Parnamirim - Seção 064 da 50ª ZE: Escola Municipal Profa Ivanira de Vasconcelos Paizinho, Rua Castor Vieira Regis, nº 424.

As três primeiras urnas eletrônicas sorteadas serão submetidas à votação paralela, que é idêntica à oficial, conforme procedimentos estabelecidos em Resoluções do TSE. O propósito final da auditoria é verificar a correspondência entre os votos constantes nos boletins de urnas e no relatório do Sistema, a fim de comprovar que os votos foram contabilizados corretamente pela urna eletrônica.

Nas outras três urnas, a auditoria será realizada na própria Seção Eleitoral (local de votação), com o propósito de verificar a autenticidade e integridade dos sistemas utilizados na votação. Todos os trabalhos serão filmados e acompanhados por auditores, que fiscalizam as atividades desenvolvidas, e um representante do Ministério Público.

Últimas notícias postadas

Recentes