TRE-RN é premiado com 2º lugar no Ranking da Transparência do Conselho Nacional de Justiça

O Regional potiguar atendeu 99,48% dos critérios de avaliação na 4ª edição organizada pelo CNJ

prêmio

Na tarde desta terça-feira (24), o Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN) foi laureado com o 2º lugar no Ranking da Transparência do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) de 2021. A premiação acontece desde 2018 e reúne os 92 Tribunais do Poder Judiciário do país. Nesta edição, o TRE-RN cumpriu 82 dos 83 requisitos, chegando a 99,48% dos critérios de avaliação.

“Esse é um processo de aprimoramento contínuo. Ficamos felizes em dar continuidade a evolução do TRE-RN no Ranking da Transparência, pois essa é uma das premissas da nossa gestão”, disse o desembargador Gilson Barbosa, presidente do TRE-RN.

Esta é a quarta edição do ranking e o terceiro ano em que o Regional potiguar fica entre os laureados. Em 2018, o TRE-RN ficou em 34º lugar, atendendo a 65,22% dos critérios de avaliação. Em 2019, alcançou o 1º lugar, com 94,08%. Já em 2020, o tribunal avançou no cumprimento dos requisitos e atendeu a 95,69% dos critérios, ficando na 5ª posição. Na edição deste ano, o TRE-RN alcançou 99,48% de pontuação nos critérios de avaliação e dividiu a 2ª colocação com os TREs do Amazonas, Bahia, Sergipe e Rondônia.

“É com grande satisfação que a administração do TRE recebe a premiação do ranking de transparência de 2021, ainda mais com a demonstração de que estamos evoluindo ano a ano em nosso desempenho e o índice de 99,48% bem demonstra essa evolução. Estamos no caminho certo para bem atender a sociedade, inclusive tornando a nossa página eletrônica mais transparente e acessível como os resultados evidenciam”, destacou a Diretora-Geral do TRE-RN, Yvette Guerreiro.

“O aprimoramento da transparência é contínuo, contando com o patrocínio permanente dos gestores do Tribunal, além do envolvimento e do empenho das várias áreas informadoras visando atender aos requisitos anuais do Ranking e cumprir as regras estabelecidas na lei de acesso à informação. Os resultados obtidos pelo TRE-RN nos últimos anos demonstram o compromisso de todos que integram a Justiça Eleitoral potiguar com a transparência de suas atividades e fortalece o valor público da instituição para a sociedade”, salientou a assessora de planejamento, estratégia e gestão do TRE-RN, Maria Ruth de Hollanda.

Sobre o ranking

O Ranking, que foi instituído pela Resolução CNJ nº 260/2018, é realizado anualmente com o objetivo de valorizar os tribunais e conselhos que mais se destacam no fornecimento de informação de forma clara e organizada. Os itens sob avaliação foram distribuídos em nove temas compostos por 83 perguntas.

Na edição de 2021, a premiação aconteceu durante a 2ª Reunião Preparatória para o 15º Encontro Nacional do Poder Judiciário e contou a participação do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Luiz Fux; o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Humberto Martins; representando a presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro Aloysio Corrêa da Veiga; a Corregedora Nacional de Justiça, ministra Maria Thereza de Assis Moura; as conselheiras e conselheiros do CNJ, Tânia Regina Silva Reckziegel, Flávia Pessoa e Sidney Pessoa Madruga.

“O ranking da transparência do Poder Judiciário tem a nobre finalidade de avaliar, com dados objetivos, o grau de informação que os tribunais e conselhos disponibilizam aos cidadãos. Nesse sentido, a premiação fomenta a excelência na prestação de informações de forma clara à sociedade”, afirmou o conselheiro do CNJ, ministro Emmanoel Pereira.

Clique aqui para acessar o resultado final de todos os tribunais e conselhos.

Últimas notícias postadas

Recentes