70 anos do curso de Direito da UFRN marcam sessão plenária do TRE-RN

Alunos da disciplina Direito Eleitoral estiveram presente acompanhando a sessão

70 anos do curso de Direito da UFRN marca sessão plenária do TRE-RN 2

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN) teve a honra de receber nesta quinta-feira (15), dia em que o curso de Direito da UFRN completa 70 anos, alunos da disciplina de Direito Eleitoral para assistir à sessão plenária. Na ocasião, foi aprovado voto de congratulação pela data comemorativa.

A presença dos estudantes foi destacada pela Corte Eleitoral e a representante do Ministério Público. “O curso de Direito da UFRN tem uma grande relevância para o Rio Grande do Norte. Muitos dos seus concluintes ocuparam ou ocupam cargos de destaque no cenário da Justiça local e nacional. Para o TRE, a vinda dos alunos em uma data tão importante como a que comemoramos hoje só engrandece a Justiça Eleitoral potiguar”, afirmou o presidente do TRE-RN, Desembargador Glauber Rêgo.

O curso de Direito foi criado em 15 de agosto de 1949 como Faculdade de Direito de Natal, através da Lei Estadual n° 149 de 15 de agosto de 1949, sancionada pelo Governador José Augusto Varela. No entanto, só foi efetivamente instalada com o Decreto Federal n° 36.387, de 25 de outubro 1955, e o primeiro vestibular só ocorreu no ano seguinte, em 1956. Parte dessa história foi lembrada pelo juiz Ricardo Tinoco, que integra o quadro de docentes do curso de Direito da UFRN, assim como o juiz Carlos Wagner Dias, também membro da Corte.

“A presença dos senhores e senhoras nesta Casa pode ser o começo de um brilhante caminho jurídico. É uma oportunidade para que vocês, alunos, criem a perspectiva de, no futuro, estarem aqui fazendo uma sustentação oral enquanto advogados, ou até mesmo integrando este Colegiado. Eu já estive no mesmo lugar que vocês e hoje tenho a satisfação de integrar a família da Justiça Eleitoral”, comentou o juiz Carlos Wagner.

A convite do presidente do TRE, o advogado e professor do curso, Daniel Monteiro, fez uso da palavra durante a sessão plenária e ressaltou a importância do momento não somente para a comunidade acadêmica, mas também para a toda a classe jurista que é fruto do curso da UFRN.

Ao final da sessão, os estudantes visitaram o Centro de Memória do TRE-RN para conhecer um pouco mais a história da Justiça Eleitoral do âmbito do Rio Grande do Norte.

Últimas notícias postadas

Recentes